Cariocas no Canadá

Translate

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Ano Novo de cara nova!



E aí a gente faz aquelas promessas todas, se enche de pensamentos positivos, enche os pulmões de ar e pensa: Agora vai!!

Então foi assim que começamos nosso ano aqui em casa!
Tivemos excelentes momentos no final desse ano, fizemos uma bela viagem de carro descendo a costa leste americana chegando até Miami e lá encontramos minha melhor-mega-maravilhosa amiga-irmã e ainda passamos o Natal em família na casa de meu tio.
Detalhes sobre a viagem estarão em breve no meu blog de viagens www.osvoosdepatinha.blogspot.com

Foi o combustivel a mais para nos impulsionar em nossos projetos de 2016 e animar ainda mais essa pequena família cheia de sonhos e ambições.

O ano passado não foi o que podemos chamar de um ano bom. Não pra nós!
Conversamos sobre isso e concluímos que foi um ano meio borocoxô, estagnadinho, com alguns sustinhos a nível profissional, estudos e decepções pessoais.

De saúde física foi tranquilo graças a Deus e a algumas mudanças feitas em nossa alimentação e retorno consistente ao gym.
De positivo posso dizer que encontrei uma excelente psicóloga e pude me livrar de alguns fantasminhas que me assombravam há décadas.


Mas 2016 já sentimos que está sendo em outra vibe!




Falemos de alguns projetos:

*Meu blog de viagens: atualizar as viagens de 2015 e essa última de final de ano. Enfim, compartilhar mil dicas que vamos aprendendo nessa onda de viajar com pouca grana .

*Esse blog aquí: Pretendo voltar a escrever mesmo já sendo antiguinha por essas terras aos olhos de muitos pois tenho encontrado leitores que nos acompanham há tempos e agora estão por aqui e me agradecem por ter compartilhado tantas experiências nossas mesmo quando não foram boas.
Pra quem está chegando agora, fique sabendo que não fico fazendo rodeios nem tão pouco enfeitando pavão com receio do que os outros vão pensar de nós e de nossas vidas aqui.

Sei que não são de mentiras ou omissões que vcs precisam.

Quem quiser escrever pra gente, é só mandar email pro cariocasnocanada@gmail.com ou me adicionar no Facebook buscando Patinha Canadense.

*Nosso apartamento que alugamos por temporada:
Estará disponível esse ano somente até o final do mes de junho.
Para saber as condições,se está vago,valores,etc, entrar em contato também por email,ou pela pagina do Face  Bienvenue avec "Les Cariocas au Québec''









Deixando claro que não sou corretora de imóveis , e sim trabalho com algumas parcerias.

*Minha empresa de relocação… http://www.bienvenue-relocation.com
Para ler os depoimentos de alguns clientes meus,clique aqui :http://www.bienvenue-relocation.com/420508259

Bom, eram esses os pontos que queria pôr em dia!
Espero que os leitores antigos continuem nos acompanhando pois através desse blog conhecemos muita gente bacana e trocamos muitas experiências ao longo desses 7 anos de Canada e 8 de blog.

E pra quem está chegando agora, e quiser me conhecer melhor; basta ler meus posts antigos onde sempre fui muito direta e transparente. E se achar que pode somar entre em contato, nós não somos daqueles que se fecham aos novos :)

Sucesso para todos nós e tenhamos um grande final de semana!


quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Abrí minha empresa!


Pois é gente! Em tempos de muito Facebook e vlogs pelo YouTube, a gente acaba deixando o velho blog meio que de lado. Mas essa novidade quis deixar também por aqui pois Se eu ainda leio alguns blogs imagino que outros leiam o nosso também :)
Resolvi formalizar um trabalho que já vinha fazendo há alguns anos e registrei minha empresa de serviços de relocação.
O site está prontinho e nele através do menu vc pode ler os depoimentos de clientes e inquilinos do apartamento que alugamos aqui em Montreal para quem está chegando e quer ter facilidades e muito boa acolhida!
Espero vcs lá e agradeço qualquer ajuda na divulgação também!
www.bienvenue-relocation.com

O apartamento se encontra disponível nesse momento, entrem em contato e dou maiores informações :)


terça-feira, 11 de novembro de 2014

11/11 merece até reabertura do blog!



E aí pessoal? Quanto tempo hein? Quase um ano inteiro sem escrever aqui no blog.
Hoje completamos seis anos desde o dia fantástico e iluminado que saímos do Brasil rumo ao Canadá e de lá pra cá zilhões de coisas aconteceram conosco.
Mas  para saber  disso basta vc clicar no 1º post lá em 2006 ou 2007 e vir lendo até o dia de hoje.Foram 383 postagens. Vai encarar?
Escrevemos muuuito aqui e fizemos muitas amizades através desse blog.
Tantas tão boas que hoje fazem parte de nossa família imigrante.
Passaram por aqui também pessoas ruins,pessoas feias,invejosas,passou até aqueles que se fizeram de amigos,e aqueles enganos que cometemos. Mas isso faz parte do aprendizado,da separação do joio e do trigo.
O que importa é quem ficou,quem pudemos ajudar com nossa experiência compartilhada aqui. Isso nos deixa muito feliz.

Essa semana que passou conhecemos a pedido de uma colega do Face,uma futura imigrante que por ter a mesma profissão de meu esposo precisava de um "help" sobre o mercado de trabalho atual. Marcamos um encontro e foi super bacana poder estender a mão para alguém nesse ponto do processo onde tudo o que se tem são dúvidas e incertezas.
A coincidência que eu diria que pode ter sido a "gota d'água" na minha saudade de escrever no blog, foi quando ela me disse que já havia trocado emails comigo em 2011 e que era antiga leitora. Comentou o quanto era bom para ela ler nossos relatos e principalmente no caso dela,ler os relatos sobre a validação do diploma de engenheiro civil. Ela inclusive guardava esse nosso bate papo por email e enviou para mim e guardei com carinho.

 Durante esse último ano afastada do blog conhecemos outros leitores antigos e também um casal em especial que acabou ficando em nosso apartamento que alugamos por temporada.
Mas sobre esse casal e sua incrível história de valentia,amor e determinação,falarei em outro post pois já tenho a autorização deles para contar com o máximo de detalhes. Vocês vao ficar bobos assim como eu fiquei,tenho certeza!!

Bom gente, estou de volta.
Não sei se por muito tempo,mas com certeza com o mesmo carinho,disponibilidade e muita vontade de ajudar àqueles que querem saber como são realmente as coisas por aqui.
 Lembrando que não possuimos a verdade absoluta porém temos uma bela bagagem de experiência ao longo desses nossos seis aninhos em terras canadenses.

 Espero que vcs voltem e que participem comigo dessa jornada :)

Beijinhos e hoje é dia de celebração!

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Proud to be Canadian!!




Enfim chegou nossa vez! Hoje,dia 11/12/13, nos tornamos legalmente cidadãos canadenses !
 Foi emocionante,o discurso foi bonito e especial.
Sabe quando passa um filme bem rapidinho na nossa cabeça? Pois é,foi o que aconteceu quando ouví sobre o que passamos qo chegarmos,nas dificuldades que encontramos nessa longa jornada. Foi demais,meus olhos encheram-se de lágrimas.
Na hora de cantar o hino,mais uma vez me emocionei. foi mágico e inesquecível.

Nosso grande e maravilhoso amigo L. esteve conosco por todo o tempo que durou nossa cerimonia .

Só posso dizer que estou me sentindo tremendamente feliz e realizada após essa tarde linda,fria e ensolarada de dezembro e tivemos até um pouquinho de neve ao sairmos de casa para deixar o cenário ainda mais perfeito.Tivemos a impressão de que não teria sido a mesma coisa se tivesse acontecido no verão. Com neve e frio sabemos que estamos aquí,onde deveríamos estar!

O destino quis me presentear mais uma vez com o nº 11 envolvido naquele que foi o projeto mais importante de nossas vidas,talvez para garantir assim que jamais nos esqueçamos dessa data.

Chegamos aquí em um 12/11 e nos tornamos cidadãos em um 11/12. Lindo isso não é??

Posso dizer agora que além de estar imensamente feliz, estou também orgulhosa de nossa escolha,de nossa pátria canadense.


E como essa data é muito especial e estamos chegando pertinho do dia em que finalizarei esse blog,resolvemos deixar uma foto nossa para compartilhar com vcs que nos acompanham, a nossa enorme alegria!




Bom resto de semana pra vcs,eu pretendo ainda celebrar por mais alguns dias e namorar um bocado esse certificado que recebemos hoje após tanta espera e a consciência do dever cumprido de saber que merecemos!!

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Cinco anos de Canadá,e aí?


Hoje, dia 11 de novembro,completamos nossos 5 anos de imigração.
Sei que não é muito pois tem gente que há 15,20,40 anos atrás deu o mesmo passo que nós,mas sei também que muitos não conseguiram se fixar aquí por inúmeras razões e hoje não podem dizer com o peito cheio de orgulho o que nós podemos;já disse isso aquí e repito hoje mais uma vez que foi a melhor coisa que fizemos por nós e por nossos descendentes. Marcamos nosso lugar,batalhamos no meio das dificuldades, houveram momentos realmente duros de superação, mas o resultado sempre foi positivo logo alí a frente.

Nosso ''dia da lembrança'' qdo foi escolhido há cinco anos e alguns meses atrás,foi fruto de minhas crenças na numerologia,sorte,proteção… enfim,escolhemos como data aquela que estava mais próxima e já que o 11 do 11 estava dentro,pq não agarrarmos? Foi o que fizemos,marcamos nossas passagens,direcionamos todas as nossas energias nessa direção e seguimos em frente!

Cada vez mais nos certificamos de que foi a escolha certa,o passo perfeito que faltava as nossas vidas.
Buscávamos uma vida melhor,um lugar que nos respeitassem,um lugar onde pudéssemos plantar e colher em paz.
Nunca tivemos medo da luta,medo de encarar obstáculos e então com certeza isso nos ajudou muito a ver as dificuldades por outro prisma,de uma forma mais leve.
Algumas vezes pagamos um preço mais alto do que imaginávamos pagar,mas essas surpresas ruins fazem parte da vida.

Momentos difíceis servem para nós crescermos,aprendermos algo e se não aprendemos,sofremos mais e mais.
A escolha é sempre nossa mesmo e o resultado quem vive,também seremos nós mesmos.

Nesses cinco anos por aquí vimos algumas pessoas voltarem,umas ficarem bem e outras ficarem mal.
Quando digo ficarem mal não me refiro somente ao lado material pois sei que isso é muito relativo,os objetivos materiais variam de uma família para outra. Tem gente que é feliz com X e outros somente com 2x X.
Digo mal no sentido da pessoa estar aquí,muitas vezes até há anos, ter trabalho na área,amigos que os amam e mesmo assim não conseguem se situar verdadeiramente ao seu país,sua província,cidade,bairro..
Acho muito complicado descrever as razões que levam alguém a agir dessa forma,até pq não tenho certeza de nada,mas vou dar um exemplo de algo que chama muito a minha atenção e de meu marido.
Entendemos que é legal saber e também nos importamos com o que acontece no Brasil,porém percebemos que tem muita gente que tem um comportamento (na nossa humilde opinião)um tanto qto perigoso;
Qdo estamos no Brasil,ou em qq outro país de origem e começamos a pensar em imigrar,seja para cá,Europa,Austrália,etc,temos a necessidade de justificar nossa saída,buscamos os defeitos,respondemos que não aguentamos mais tanta desigualdade,políticos desonestos,violência e até o calor é motivo de reclamação,certo?
Enquanto isso o país almejado,o país ''alvo'' vai se tornando a cada dia mais o ''lugar perfeito''. Aquele onde tudo corre bem,onde as pessoas são mais felizes,as flores brotam mais coloridas,onde vc vai encontrar o emprego dos seus sonhos e quem sabe com sorte,pode até enriquecer!
Ok… pensando assim vc está sendo apenas humano,nada mais! Não nos culpemos por isso,imagino que a maioria de nós tenha feito essa projeção pelo menos algumas vezes.

 Aí vc se despede dos amigos,da família,de alguns restaurantes,muitas vezes deixa até seu amiguinho de estimação(e até acredita que isso estaria sendo o correto a fazer). Faz suas 4,6,8 ,10 malas,tenta pôr toda a sua vida alí dentro,junta todas as suas economias,vende casa,carro,roupas que adorava,seus livros preferidos,etc..
Chora um bocado,sonha outro bocado maior ainda e chega ao seu destino.

No começo faz ''turismo''como dá,tudo é mágico,o frio não é o monstro que vc pensava ser,se dedica a língua,experimenta as comidas do local,se adapta a algumas e a outras não(normal já que também ninguém gosta de todos os pratos de seu país de origem também,certo?).
Se tem filhos,fica radiante pq vai deixar de pagar escola particular e eles vão poder ir caminhando para a escola sem perigo. Que lindo né gente?? Mundo perfeito não?

Passa um tempo,vc começa a perceber que não é tão fácil adaptar seu CV ao padrão local,percebe que está ficando sem grana pq as coisas são mais caras do que pensava,(mesmo tendo pesquisado antes),descobre que nas escolas públicas as vezes acontecem ''coisas''que vc não gosta muito,que os jovens fumam muito,etc..

Poderia enumerar aquí uma lista razoável de pequenas desilusões de um imigrante recém chegado mas creio que do mesmo jeito que o que é ruim pra mim pode ser normal para vc,fico por aquí. Não me prolongarei com isso.

Então vc começa a vislumbrar dois caminhos a sua frente:

Caminho nº1:  Começa a se queixar daquí e a esquecer TODOS os milhões de motivos que o fizeram sair do Brasil,esquece de tudo que superou,do tanto que aprendeu com essa experiência,de como já se tornou uma OUTRA pessoa por ter chegado até onde chegou.

Caminho nº 2: Cai em sí de que não existe o tal ''lugar perfeito'',mas que existem lugares onde vc sabe que se plantar corretamente,vai colher.
Sabe que se vc sair para trabalhar,estudar,seja lá o que tiver ido fazer na rua, suas chances são provavelmente de 99,9% de voltar são e salvo para os que te amam.
Sabe que se seus filhos,netos e até vc mesmo(a) quiser cursar uma boa faculdade,mesmo sendo privada,só dependerá da vontade e determinação e de que isso não será um privilégio dos ricos.

Afinal do que eu estou falando?
Falo dos que não percebem mas que estão pegando o caminho mais doloroso.
Observo passarem os dias catando notícias de seu país natal,buscando informações que enquanto moravam lá nem os abalavam.
 Percebo que não é fácil dosar a medida sobre o que acontece aquí e lá .
 Mas quem disse que é fácil encontrar o equilíbrio ?
Nunca foi,mas temos que tentar.

Hoje meu objetivo maior é aprender como funciona a política daquí já que em breve poderemos votar. Quero saber quem são as pessoas que nos representam no Parlamento,que estão ligadas diretamente ao nosso futuro nessa nova terra que escolhemos com tanta vontade há anos atrás.
Quero conhecer mais da história desse país,entender pq as coisas funcionam e pq não funcionam.

Fizemos nossa prova da cidadania,passamos com 100% de acertos,fiquei MUITO feliz pois ví que ainda tenho capacidade de absorver estudo na minha cabeça mesmo afastada de escolas já há algum tempo.
Para essa prova estudei muito,me dediquei mesmo,seguí o livro conforme as instruções que recebemos do governo e o resultado foi esse.
Estamos no aguardo para o dia da cerimonia qdo nos tornaremos oficialmente cidadãos canadenses.
Sei que será um dia muito especial,importante mesmo em nossas vidas pois tenho já muito orgulho de ser canadense.
Não vou esquecer minhas raízes,até pq não teria como já que acompanho esporadicamente as notícias como sempre fiz desde a adolescencia.
Nao me sinto iludida aquí,não acho que estou no tal lugar perfeito.

Com certeza poderia ser menos frio,ter menos fumantes, o sistema de saúde poderia melhorar um bocado, poderia ter mais produtos brasileiros para vender nos mercados da cidade,hehehehe… quem sabe até podia ter uma praia daquelas de areias brancas,grossa,mar azul… peixinho na brasa,caipirinha...mas sem samba!
Já viu como a perfeição não existe?
Já viu que não vai dar pra ver os pais,os primos,comer comida a kilo com direito a picanha fatiada qdo quiser?
Então,vc lembra pq saiu do Brasil? Pq encara todos os anos a neve que as vezes extrapola na quantidade? Viu pq fica mais facil ter carro com tração nas 4 rodas? Entendeu que escola privada pode ser algo necessário aquí também?
Viu que vai ter gente chata e cri cri no trabalho igual tinha no Brasil antes de vir?

Beleza então. Agora que vc percebeu tudo isso e mesmo assim consegue ver o que ganhou aquí,e ,se o que ganhou for realmente importante,viva mais esse seu momento de vencedor,de quem teve a atitude,a coragem de deixar para trás o que deixou e se entregue ao que conquistou aquí.
Aposto contigo que vai ser bem mais feliz assim!

Obrigada pela paciência de quem leu meu post que acabou ficando maior do que eu previa.




Tenham uma semana maravilhosa vcs também!

domingo, 29 de setembro de 2013

Realizando ''O Sonho'' !




''E então eles foram felizes para sempre...''
Será? Tomara mesmo!
Sábado passado realizamos um sonho,aliás,vamos falar corretamente;realizamos O Sonho!!
Completamos no último 19,vinte anos juntos.
Nisso está namoro,noivado,morar juntos,casamento no civíl...perdas,ganhos,tristezas,alegrias,mudanças de cidades,estados,país.

Existem sonhos que nunca morrem e esse era o nosso sonho antigo que não tínhamos podido realizar ainda;o de entrarmos juntos na igreja,receber a benção de um representante sério e respeitável religioso e depois comemorar junto aos amigos e familiares.
A família não pudemos ter a de sangue pois a distancia que moramos dificulta muito nessas horas.Porém tivemos a honra da presença de nossos amigos que fizemos aquí nessa caminhada de quase 5 anos.
Muitos se tornaram primos,alguns irmãos,temos também agora os ''sobrinhos'',alguns já até nascidos canadenses!!

Eram nossas bodas de porcelana e escolhemos uma igreja muito especial para esse momento.
No bairro que amamos,no parque que frequentamos mais,com um reverendo que é uma graça de pessoa e um cenário que se encaixava perfeitamente no contexto inicial,lá no Brasil qdo pensamos algumas vezes em fazer essa cerimonia.
Uma igreja gótica,a Westmount Park United Church,essa é uma igreja que recebe de braços e cabeça abertos pessoas de todas as religiões,raças e que também realiza casamentos entre pessoas do mesmo sexo.
Nossos trajes foram medievais e a decoração do salão ficou algo entre o moderno e medieval dentro daquilo que sempre imaginei.

Foram uns 3 meses de preparativos,de reserva de igreja,do DJ,dos salgadinhos e docinhos,do bolo,etc...
A gente pensa que é muito tempo, mas não é!
Conforme vai se fazendo uma coisa,vai aparecendo uma outra e outra.
Reservei salão,um para mim e outro para nossa filha e marido(ele até cuidou das unhas-raridade).
Tudo correu como planejamos,exceto pelas fotos que seriam feitas por uma fotógrafa que infelizmente teve um problema de saúde sério.
Mas.. como temos o tesouro do mundo,que são nossos amigos,as fotos foram tiradas com muito carinho e tudo deu certo no final.
Tudo é muito louco se vc analisar bem: a gente passa meses nos preparativos,quase enlouquece de ansiedade na véspera,chega o grande dia e tudo dura umas 5 horas apenas. Mas, no dia seguinte vem aquela sensação de realização,plenitude,felicidade,enfim,de que tudo valeu muito a pena mesmo.
Hoje me sinto mais abençoada do que antes,foi realmente muito bacana nossa cerimonia religiosa.
Escolhemos as músicas que nos tocam mais profundamente para a entrada,a saída e uma bem especial para recebermos nossos convidados no salão de festas.

O bolo ficou perfeito,maravilhoso. Após ter feito umas buscas entre profissionais brasileiras,acabamos por fechar o contrato com uma quebecóise muito premiada aquí de Montreal. Ela tirou o 3º lugar no último concurso de bolos de casamentos que teve aquí na cidade.
 A pessoa é algo fora do comum. Não somente pelo seu talento mas por sua simplicidade,profissionalismo e  boa vontade para aprender uma receita de recheio tipicamente brasileira que gostamos muito.
Ela  se chama Claudine e é proprietária da Sweet Couture.
Marcamos rendez vous,fizemos a degustação de sabores de bolos e recheios em seu ateliê,discutimos o design do bolo e fechamos com ela.

Os salgadinhos e docinhos ficaram com a Daiana Santana,proprietária da Bouchées Gourmet que como sempre caprichou mesmo estando com menos de uma semana de operada após o nascimento de sua bebezinha linda!

O DJ foi indicado pela própria igreja e também curtimos muito. Foi da Shine Productions que tem uma equipe de DJs especializados em festas de casamentos,desfiles de moda,etc..

A decoração foi idealizada por mim e contamos com a ajuda de nossa equipe de peso para a realização: F & C & A & L. Tivemos também o apoio moral de B & D que foram lá conferir e entregar seu presente pessoalmente.

Tirando as cadeiras,toalhas e louças que locamos de uma empresa da cidade,a decoração das mesas foi toda adquirida por nós pois descobrimos que nesse caso valia mais a pena comprar do que alugar.

Lí num site de organização de festas que não era muito elegante fazer listas em casos de bodas de casamentos. Porém, começamos a receber perguntas de amigos sobre o que preferíamos ganhar,se dinheiro ou algo  para a casa.
 Acabamos decidindo fazer 2 listas nas lojas que mais gostamos e assim cada um pode escolher aquilo que estivesse mais de acordo com seu bolso e assim finalmente repusemos nosso enxoval que faltava depois de termos deixado praticamente tudo no Brasil antes de virmos.
Agora a cada vez que usarmos uma torradeira,um grill,uma chaleira,etc,enfim,a cada vez que usarmos um desses presentes,lembraremos do carinho que nos une a essa pessoa que nos deu.
 Recebemos muitos e todos lindos dados com muito amor e carinho.

Tão importante essa parte,tão gostoso viver esse momento,ler cada linha de cada cartão,perceber a preocupação de nossos amigos com sua roupas,em nos agradar ... foi tudo lindo e inesquecível!!

Só podemos mesmo agradecer e agradecer.

Bom,deixo aqui algumas fotos para terem uma idéia de como foi:

 18:30hs - hora de nossa cerimônia tão esperada!

 Recebendo a benção pelo Rev,Giffen

 A mesa do bolo representado com a flor de lis,o brasão e as cordas do corsete,elementos da era medieval.

 Cupcakes feitos por Marcella,da Cupcakes Petite Etoile 


















 As lembrançinhas

 Os centros de mesa

 Os card places personalizados
                                                     Os patinhos que não poderiam faltar!

 A mesa com as lembrançinhas e nossa caixa de votos que ficou plena de mensagens lindas que nos escreveram!

 Os lugares marcados 

 Mesas arrumadas esperando a festa começar


Enquanto isso a espera pela data da prova da cidadania continua... :)

Boa semana para vcs que acompanham nosso blog e deixam seus recadinhos!
Bjs pros que leem e nao escrevem também,rsrs..

 E orações para os que precisam.
Corra atrás e realize seus sonhos,a satisfação é impagável!



quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Brasil ou Brazil?








Oi pessoal,tudo bem com vcs?
Faz tempo que não venho escrever algo que sinto mas não estranhem não,isso é normal,a gente vai passando mais tempo fora,vai vendo as coisas de outras formas,as amizades vão se fortalecendo,a gente vai amadurecendo mais e mais e acaba que muda um pouco os hábitos,e com isso o blog acaba ficando meio que em 2º plano.Pelo menos tem sido assim comigo.

Venho falar um pouco de como vejo o Brasil hoje. Não creio ter mais os olhos de uma brasileira nem tão pouco os olhos de uma estrangeira que visita o país em suas férias.
Teremos sempre nossos vínculos por lá,famílias,amigos ... gosto muito de umas coisinhas que não encontro aquí como por exemplo guloseimas específicas,banana prata.. são bobeirinhas que as vezes queremos nos dar. Nada que precisemos para viver obviamente.
Mas o que a gente precisa de fato para viver? Um pouco de supérfluos faz muito bem também. Afinal ''a gente não quer só comida,quer diversão e arte''.


Voltando ao Brasil,com S ou com Z? Não sei mais viu?!
Fomos agora em julho visitar minha mãe que está presa a um longo tratamento de saúde e apesar de estar indo muito bem,não pode se ausentar de sua cidade,médica,etc.. e por isso está impedida de vir nos visitar em Montreal.

Decidimos meio que de repente e chegamos a planejar uma passada pelo RJ para visitar as famílias que moram lá e no interior do estado. Porém aconteceram uns imprevistos com a data de férias de meu marido e acabamos tendo que deixar para uma próxima ocasião essas visitas.

No Rio as coisas estavam bastante ''quentes'' com todo esse movimento de ''acorda Brasil'' e confesso que isso nos assustou um pouco além de também ter me deixado orgulhosa de saber que as pessoas se mexeram na tentativa de mudar alguma coisa por lá.
Sabemos que todo movimento de mudança requer sacrifícios e que é muito difícil manter a paz por todo o tempo,mas vivemos com muita tranquilidade já há quase 5 anos aquí e a perspectiva de ver quebra-quebras,violência,gritaria,me deixou bem preocupada. Mas no final as coisas acabaram tomando outro rumo e fomos direto para o sul do país. Ficamos com minha mãe,matamos um pouco das saudades,revimos pessoas queridas,assistimos a 2 palestras no centro espírita que frequentávamos e demos uma escapadinha durante 4 dias para Bombinhas,SC. Costumávamos ir lá sempre que era possível.

Mas então,além de termos ''metido os pés nas jacas'',nas tortas da São José,no ovomaltine do Bob's,nas trufas da Cacau Show,também  fomos a Churrascaria,restaurante de comida mineira...rsrsrs também nos deliciamos com umas sequencias de camarões a beira mar e curtimos um pouco da praia,areia branquinha e segurança que AINDA encontramos nessa cidadezinha.

Numa dessas vezes que estávamos curtindo o visual do mar  e conversando sobre nosso futuro(já falei sobre nossas intenções aquí no blog),como escapar do inverno,como viver melhor na aposentadoria.. e cogitamos a possibilidade de comprar um cantinho alí em Bombinhas para passar uns 4 meses por ano naquele clima de turistas,caminhando pela praia,comendo peixe e camarões,tomando batida de côco..
Vamos estudar bem essa possibilidade com certeza!


No meio dessa conversa,nossa filha comentou que gosta muito desse jeito mais solto do povo brasileiro,de como as pessoas chegam e falam mais mesmo sem nos conhecer tanto. Achamos legal observar as impressões dela pois qdo viemos embora ela tinha apenas 12 anos recem feitos e agora ja vai completar 17. Isso mostra a percepçãõ˜de alguém que é meio de lá e meio de cá.
Então cada um deu seu parecer de como ''sente'' o Brasil.
Meu marido disse que se sente bem aquí e lá mas que prefere nossa vida daquí.

Tudo correu bem exceto depois de termos sido quase ''obrigados''a comer uma comida que estava quase estragada num restaurante e termos reclamado(com toda educação possível) ao gerente mas a criatura não queria aceitar de forma alguma que não iríamos continuar lá sentados comendo depois disso. Oferecemos para pagarmos as bebidas e entradas mas avisamos que não estava bom o prato principal . Naquele momento a gente começou a sentir saudades daquí,de sermos bem tratados,respeitados,etc..
Mas sabemos que se um dia voltarmos nem que seja para passar temporadas por lá,teremos que fechar os olhos para algumas coisinhas para não ficarmos reclamando e reclamando.

Para mim meu lugar não é lá. Já sabia disso desde que saímos para cá. A cada ida ao Brasil eu tenho mais essa certeza dentro de mim. Não é que não goste das paisagens,das comidas,de algumas pessoas que cruzaram nossos caminhos;a questão vai mais fundo que isso. Não se trata de algo passageiro,uma paixãõ por Montreal,por Westmount;se trata de uma questão de ALMA,de PAZ e isso eu sinto que aquí tem sido meu lugar.
Vejo o Brasil com S e também com Z muitas vezes. Confesso que com Z fica mais confortável,com os olhos da turista que ganha em dólar hoje e mesmo não sendo rica pôde tirar essas férias na beira do mar com aquele gostinho de ''nós conseguimos'',de ''demos a volta por cima''.
Quem acompanha nosso blog,nos conhece bem,sabe que saímos do Brasil numa péssima situação,chegamos aquí e encaramos o frio, a lingua diferente,o não conhecer ninguém e batalhamos,sofremos e vencemos.
 Quero cada vez mais sentir que meu país é aquele que me acolheu,que nos deu o que plantamos e que nos respeita pelo que somos e não pelo que temos ou vestimos.

O Brasil faz parte de mim e sempre fará. Mas somente com aquilo que me orgulho,que não me envergonha. Não tenho problemas em assumir essa posição.

Me dou a pessoas e não a lugares. Sempre!

Vejam umas fotos que tiramos durante nossa viagem:




 Será que entregam aquí? rsrsrs ainda bem que nãõ pq isso engorda MUITO!










 Strogonofe a vontade em qq restaurante de qq shopping center


Comidinha do marido: Risoto de carne seca 


Vaquinhas e a placa da Havan em SC

Jantando no Recanto da Sereia em Itapema,SC




 Realizando um antigo sonho de me hospedar nessa pousada linda! 


 Mil requeijões!!

 Banana prata,a única que gosto!!
















E essa era nossa casinha no Brasil! Agora precisando de uma boa limpeza no telhado que é branquinho..

Carregando...
A melhor resposta à calúnia é o silêncio. (Ben Jonson)