Cariocas no Canadá

Translate

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

5 anos de blog!!


Bom,deixei passar novamente o aniversário do blog !!
Na verdade fui lembrada ontem por uma leitora assídua e fiel,rsrs.. obrigada Luciana!
Fizemos 5 anos no último dia 11 junto com nosso níver de 3 anos,acho que era muita coisa para comemorar e me escapou mais uma vez.

Tenho sentido cada vez mais que o blog está chegando ao seu fim(parece trágico,não?).
A idéia inicial seguiu seu propósito e hoje vejo que falta muito pouco para dar o assunto como concluído. Não pretendo apaga-lo,nem fecha-lo,mas apesar de gostar de escrever,não quero transforma-lo em algo para o qual não foi criado.
Para seguir outros caminhos,tenho outro blog já há cerca de um ano e quando achar conveniente eu o compartilharei com voces, e ,se tiverem interesse,acompanhem,será um prazer!

Não vou fazer balanço nenhum pq acho desnecessário depois de ter escrito sobre nossos 3 anos aquí.Vim só dizer que 5 anos é tempo e que muitas coisas aconteceram,na maior parte das vezes,coisas boas.
Coisas ruins também,mas as ruins fazem parte da vida para que possamos crescer,aprender com nossos erros e desenganos,avaliações tortas fazem parte de nossos caminhos e principalmente valorizarmos as boas.
Fiquemos todos em PAZ e continuemos a cuidar de NOSSAS próprias vidas,com certeza isso nos levará a conclusão de nossos objetivos mais rapidamente e com saúde!

Bom restinho de semana a todos!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

E o inverno chegou por aqui...


Após a neve cair
Vista em frente a nossa sala
Enquanto nevava


Pois é pessoal,pela aparência branca que vemos por aquí no nordeste do Quebec,parece que o inverno chegou mesmo!

Tem uns 3 dias que caiu uma quantidade razoável de neve aquí em Sept Îles,desde então as temperaturas se mantiveram negativas ou no máximo chegou a 1º. Então a neve não está derretendo e provocando essa paisagem natalina desde já.

Sábado fomos todos a obra pois Marcelo teve que trabalhar e como já ficamos a semana inteira numa correria danada e temos muito pouco tempo juntos,aproveitamos para transformar o trabalho em um pouco de lazer também.
A estrada estava boa,sem neve na pista pois eles cuidam bem rapidinho disso aquí. Víamos um pouco de neve no acostamento e no alto dos pinheiros(vegetação típica aquí dessa região).
Tirei algumas fotos do caminho de Sept Îles até a obra(1 hora e meia de estrada).

Desde o verão quando chegamos até agora,tenho observado a diferença de temperatura em relação a Montreal e como disse antes, pensava que fosse mais frio mesmo,não uma diferença de 3º, 5º ou as vezes chegando a estar igual.
No verão e na primavera,essa diferença é maior,bem mais fácil de sentir pois chega na casa dos 10º!! Mas agora,além de ser pequena na maior parte das vezes, aquí está quase sempre ensolarado. :)
Melhor pra gente,certo?

Estou morrendo de saudades de Montreal,principalmente agora que vai ficando mais frio e eu morava do ladinho do metrô,o que para mim é um conforto e tanto!! Essa semana eu estava com tanta vontade de ver gente,de estar em um lugar e ouvir o murmurio das vozes das pessoas ,que fiquei imaginando um shopping,grande,cheio,lembrei da Ste Catherine no 1º inverno,a gente caminhando na calçada e pegando a malícia de ir deslizando os pés pra não escorregar de bumbum no chão,rsrs.. ai que saudades deu...
Mas deixa estar pq dezembro está chegando e vamos passar pelo menos uma semana de férias lá!!

Bom,vou deixar aquí algumas fotos do nosso 4º inverno(que só começa oficialmente dentro de uns 29 dias)e que será nosso 1º e único aquí pelo nordeste.
Sinceramente,prefiro a paisagem gelada daqui do que o verão e primavera sem árvores e flores que vimos.Pelo menos agora estamos com tudo igual ao resto da província!

Começando pelas fotos tiradas no canteiro de obras,lá em Sheldrake(uns 2º mais frio do que aquí na cidade)por Marcelo ontem:



Agora as fotos tiradas no sábado,na estrada e no local onde ficam os trailers que são os escritórios tanto da empresa onde Marcelo trabalha como os escritórios das empresas que prestam serviço à empresa dele.
Ainda dentro de Sept Îles,na Av, Laure que na verdade é a continuação da estrada que cruza a cidade vindo lá de baixo e indo lá pra cima...
Já na estrada
Atravessando a ponte sobre o Rio Moisie

Um lago que infelizmente não ví o nome

Estacionamento e os trailers
Vista do Rio Sheldrake e local da obra

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

3 Anos no 11/11/11 ..

Nossa filha no Canada Day de 2010-Nossa maior motivação para estarmos aquí!

Essa data não é pra qualquer um não gente!! rsrsrs...Parabéns pra gente pq a gente merece! Ah, merecemos sim,sem sombra de dúvidas.

Nesses últimos dias fiquei pensando se escreveria pouco ou muito hoje...pensando se escreveria de forma apaixonada ou de forma mais polida,simpática sem me expôr tanto.
Engraçado como a gente muda com o tempo,parece que foi outro dia que chegamos aqui no Canada.Aquelas malas todas,um monte de incertezas nos acompanhavam junto com um lindo boxer e 2 gatinhos.
De lá pra cá,muitas coisas mudaram em nossas vidas,a própria família mesmo foi se transformando aos poucos..coisas da vida.

Bom,devem ter percebido que acabei por escrever sendo eu mesma,a ''velha Patinha'' intensa,apaixonada pela vida e feliz mais do que nunca por ter feito essa escolha junto com meu marido e filhota em sair do Brasil.
Não poderia escrever de outra forma pois nossa história não me parece merecer relatos mornos e contidos.

Cada um com sua história,certo?

Mais uma vez lembro (apesar de poder estar magoando ou até mesmo ofendendo a alguém)que comemoramos o dia da saída e não a chegada aqui por diversas razões que já expus nesse blog antes.
Pensei que com o tempo sentiria saudades de lá. Pensei que com o tempo minhas feridas estando cicatrizadas,sentiria de outra forma quando ouvisse falar de lá.
Infelizmente isso não aconteceu(ainda pelo menos).
Continuo agradecendo a Deus por nos ter ajudado e impulsionado para cá.
Ele participou ativamente desse processo,nos mínimos detalhes,desde à idéia inicial,recursos financeiros improváveis que sugiram e principalmente abrindo todas as portas para que estivéssemos,desde nossa chegada sendo guiados em direção ao sucesso e realização.
Chamo de sucesso o ato de colher os frutos do que plantamos e realização ter a consciência de que estamos alcançando nossos objetivos mesmo que pareçam pequenos para uns e outros,para nós que estivemos literalmente no fundo do poço é realmente uma grande guinada em todos os sentidos.
Temos muito orgulho de nossas lutas.

Ah...pensei agora numa coisa;tem quem nao vá gostar de estar comentando novamente sobre nosso passado difícil,que estaria chorando misérias,ou pior ainda como disseram certa vez em um certo blog,que estaríamos querendo nos passar por mártires.. hahahahaha.. mas não quero mesmo!!! Estamos muito longe disso,acreditem!
Teve até quem disse sentir ''compaixão'' por nós..lindo,mas estamos dispensando isso tudo,fico com os amigos que sempre acreditaram na gente e que estiveram dividindo seu carinho quando nem móveis tínhamos em casa mesmo que já morando há meses num ap de Laval.

Lembrar das dificuldades do passado nada mais é para mim que lembrar que Deus nos ajudou a levantar e que se erramos com certeza faz tempo que nos corrigimos e que hoje somos mais fortes,mais determinados e mais capazes de chegar onde queremos.
Lembrar dos erros cometidos e assumir,não é pra qq um não. Muito mais fácil é fazer de conta que a vida foi sempre tranquila e ficar sorrindo sempre,mas não um sorriso como o meu,como o nosso,impregnado de:
- Eu sei o que é a vida e aceito-a assim mesmo de braços abertos!

Hoje completamos 3 anos de lutas,sonhos,meses de desemprego,cestas básicas,alegrias,ansiedades,saudades,planejamento,desencontros,amizades verdadeiras,amizades falsas,comemorações,orgulho no Canada Day,realização profissional do marido(e minha por tabela),etc,etc..enfim,tudo o que uma pessoa que imigra espera viver dessa muito grande e meio louca experiência.

Sinto coisas que não posso compartilhar pois seriam agressivas,ofensivas à pessoas que jamais entenderiam o pq de não sentir saudades do Brasil.
Sinto saudades de meus primos,tios amados,minha mãe,alguns amigos leais que estão sempre ao nosso lado vibrando em cada conquista nossa e se preocupando em cada minuto de estrada que Marcelo é obrigado a pegar diariamente.

Sinto saudades dos biscoitos,das goiabas brancas grandes que só encontro de vez em raro no China de CDN..banana prata e da bendita bomba calórica da torta prestígio da S.José. O resto não deve ser tão importante já que não lembrei agora. Mas tirando as goiabas,a torta e as bananas,me viro bem já que sempre uma alma caridosa se oferece para trazer para nós.

Hoje,que é um dia muito especial para nós,e que também é uma data muito falada e até determinante para muitos que acreditam em numerologia assim como eu,vai ficar para sempre em nossas lembranças como o dia em que fechamos aquela porta,o dia em que encerramos uma longa etapa de dor e principalmente encerramos um ciclo em nossas vidas.

Fiz umapostagem onde falo sobre a importancia do 11 na minha vida,se alguém quiser ver,clique AQUI.

Viemos pra vencer,pra conquistar nosso espaço aqui.
Viemos para provar para nós mesmos que seríamos capazes de levantar e superar nossas falhas.
Recomeçamos com o pé direito e ficamos bem espertos com tudo e com todos a nossa volta.

Tem quem me ache ingênua por encher minha casa,por responder aos emails de futuros imigrantes,quem tenha cansado de ouvir e de repetir mil vezes as mesmas coisas que já estão escritas nos blogs,etc.. ainda não me cansei,aproveitem e perguntem pq nunca se sabe o dia de amanhã,certo? hehe..
(Brincadeiras a parte,procurem no blog,no nosso,no dos outros brasileiros que tem boa vontade de compartilhar,mas não esqueçam de agradecer,valeu? De minha parte tenho sido muito bem tratada,mas sei de outros que reclamam) .

Mas.. hoje o dia é de festa e por isso comemorarmos muito,pq somos felizes juntos,pq sabemos que não estamos aqui à passeio e que pegaremos chuvas,tempestades,mas que também encontraremos a bonança com aquele baita céu azul e uma enorme sensação de satisfação de ter escolhido esse caminho,mesmo que por muitas vezes parecesse somente um sonho muito distante em nossas vidas.

O que é importante no final? Cada um tem sua visão de felicidade, cada um gosta de morar de um jeito,uns cercados de pessoas,agitação e outros no silêncio,de forma mais discreta.
Queria dizer que muitos de nossos amigos amariam viver aqui nessa cidade onde ''estamos passando uma chuva'' e que outros odiariam,rsrs.. mas que nem tudo na vida é pra se estar feliz e contente,as vezes precisamos nos sacrificar para poder depois sorrir por mais tempo sem ficar com medo do futuro.

Bom,é isso gente! Estou muito feliz por poder acordar e lembrar que vivo aqui,sem medo,que ando tranquila nas ruas,que minha filha tem mais segurança no ir e vir,que mesmo estando na estrada todos os dias meu amor corre menos riscos pois há infinitamente menos malucos circulando pensando que estão na fórmula 1,e que eu apesar de parecer me fazer de morta,estou avançando no meu inglês mesmo sendo via Net .

Felicidade nesse meu momento é saber que ao dobrar a esquina de minha rua,vou olhar para o alto e dar de cara com aquela Bandeira(tem um prédio do Governo na esquina da rua paralela à nossa) que sou apaixonada desde criança e que agora ela é a MINHA Bandeira também!

Mês que vem estaremos enviando a papelada para o pedido de nossa cidadania,teremos que aguardar esses quase 30 dias pois foi a soma dos dias que estivemos fora daquí em nossos passeios aos EUA e uns dias no Brasil.

Aqui é meu País,o lugar onde somos e fomos bem tratados,respeitados e onde nos vemos e aos amigos a nossa volta pouco a pouco realizando nossos objetivos depois de uns tempos de batalha.

Uma curiosidade é que hoje é feriado aqui no Canada,(exceto nas províncias do Quebec e Ontario)onde se comemora o Remembrance Day(Dia da Memória).

Fico por aqui e deixo meu carinho para os que acompanham nossa jornada como imigrantes.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Parabéns Mãe!!!



Mais um níver seu e esse infelizmente não pudemos praparar sua festinha em casa como fizemos ano passado quando estava de férias conosco em Montreal.

Mas deixo aqui nosso abraço e nosso amor mesmo que de longe mas muito sincero.

Tenha um dia lindo,e aproveite bem com suas amigas que tanto tem estado ao seu lado mostrando o verdadeiro valor das amizades.

Fica com essa foto que a gente adora e sempre dá risadas quando vê:

Minha mãe enfrentando destemidamente a 1ª tempestade de inverno do ano passado em nossa rua com Marcelo.


Feliz Aniversário Mãe!!!!!!!!!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Engenheiros e o Nord-Est do Quebec



Olá colegas engenheiros que pretendem imigrar para o Quebec,
Achei que deveria falar um pouco do que venho vendo por aquí ;vou procurar ser breve e objetivo.
Tornei-me membro Jr da ordem em janeiro deste ano após conclusão da primeira ( e mais longa ) parte do processo de equivalência...
Antes de mais nada , cada caso é um caso e o que deu certo para um não vai necessariamente funcionar para outros e vice versa.
Não existe caminho mais rápido por aqui. Seja no norte ou em outra região.
Tem quem pense e diga que vindo pra cá as coisas podem ser mais fáceis,mais rápidas,etc..
Não concordo.

Se forem pesquisar verão que existem vagas anunciadas sim, porém , de modo geral as empresas ainda buscam profissionais com experiência específica em determinadas áreas tendo casos em que as vagas ficam abertas muito tempo enquanto as empresas esperam o candidato ideal .

Profissionais recém formados ou com pouca experiência tem tido mais dificuldade em conseguir a primeira oportunidade nas cidades maiores ( Isso é um fato que ocorre em todo o Canada conforme dados oficiais ).
Deixo claro que não recebí outra proposta como engenheiro em Montreal desde que comecei a busca no final do ano passado nem mesmo após ter passado a ser membro da Ordem.
Agora,depois de estar aquí,tenho sido procurado através do Linkedin,onde mantenho contato com alguns headhunters para alguma oportunidade futura.Mas até o presente momento,não tenho nada acertado.

Estou aquí desde maio e na empresa desde março deste ano num projeto que vai ate o fim de 2012. A minha parte(civíl)deverá acabar no fim de setembro.
Como disse meu vice presidente ,essa experiência por ser tão longe de Montreal, é como o purgatório para depois ir para um lugar melhor.
O fato é que fruto dos investimentos públicos e privados no norte da província temos tidos mais obras nessas regiões.
Essa semana saiu um artigo muito interessante no jornal daqui da região,o Nord - est,que promete aquecer ainda mais a região por conta do acordo assinado pelo Sr.Jean Charest e a Alouette(gigante do setor do alumínio),que escolheu essa região por conta da alta produção de energia(para quem não sabe essas empresas utilizam muita energia para produzir).

Vcs podem ler o artigo inteiro clicando AQUI.

Uma parte copio e colo pois fala dos nºs que resultarão dessa fase chamada de ''Fase III''.

Alouette s’engage dans une entente similaire à celle de la Phase II en 2005. La compagnie versera une contribution de 75 millions $ au Fonds du développement économique du Québec. Elle favorisera la création de 1000 emplois liés à la transformation et l’implantation d’un pavillon universitaire à Sept-Îles.

Alouette fêtera son 20e anniversaire en 2012. Elle engage 1000 personnes à Sept-Îles et dépense 340 millions de dollars annuellement sur la Côte-Nord. La Phase III ajoutera 300 emplois directs. L’entente avec Québec comprend le renouvellement des contrats énergétiques au Tarif préférentiel.

Tenho visto e conhecido profissionais imigrantes e jovens formados no Quebec obterem a primeira oportunidade nessas regiões.Tanto engenheiros como de outras áreas.
Via de regra os salários para esses profissionais são ligeiramente superiores ao que teriam em Montreal e região; mas nada que faça a ''alegria geral'' .
É realmente um ''abre portas'' . Um investimento profissional.
Eu e minha família,pesamos os prós e contras e aceitamos mais esse desafio.

Voltar a estudar ( seja universidade ou cursos específicos em instituições daqui, é sempre uma boa pedida ).

Reforço aqui o que já comentei antes . O caminho nao é fácil , mas não esta fechado.
É preciso , entre outras coisas , ter planejamento , perseverança , paciência e humildade para trilha-lo.

Para mim está sendo muito boa a experiência à nível profissional pois a obra é de porte significativo e trabalho no meio da natureza,o que me agrada muito.

Do ponto de vista prático,as horas fora de casa(13 horas e meia/dia),horas de estrada(em média 3hs/dia),preocupação gerada a família por essa rotina,tem sido desgastante.
( A partir de abril será pior pois teremos várias frentes de trabalho ao mesmo tempo , fins de semana e jornadas diárias até 19 ou 20hs para entregar a obra em tempo e aproveitando a época de calor ).

Mas como dissemos antes,não viemos aquí à passeio e estamos realizando nossos objetivos materiais e profissionais.
Pretendo após esse trabalho ter portas abertas para poder continuarmos nossas vidas próximos dos amigos queridos e com nossa filha de volta a rotina que deixou em Montreal.

Até,
Marcelo.


A melhor resposta à calúnia é o silêncio. (Ben Jonson)