Cariocas no Canadá

Translate

domingo, 2 de outubro de 2011

X Files completo!!


Bom,nossa família aumentou! Na verdade posso dizer que ela voltou ao nºanterior que éramos ao chegar aquí em dezembro de 2008: Seis!
Sim,éramos eu,marido,filha,2 gatos e 1 cachorrão muito amado.
Muita coisa aconteceu de lá pra cá,momentos bons,especiais,momentos dolorosos também .
Quem acompanha nosso blog que vai completar 5 anos esse ano,e nossa história até os dias atuais,sabe que nossa querida gatinha Honney faleceu esse ano bruscamente vítima de um câncer de pulmões super agressivo e que nosso grande amigo Lancelote se foi,graças a Deus de velhice,tranquilo em nossos braços.
Infelizmente o ciclo de vida de nossos amiguinhos é outro.Temos que nos acostumar com o fato de que eles vivem menos que nós e procurarmos proporcionar a eles todo carinho,atenção e amor do mundo enquanto estiverem ao nosso lado.
Fui criada sempre rodeada de animais,e realmente ão acho graça na vida sem te-los por perto,mesmo que nos dêm trabalho e despesas extras. Eu os amo muito desde sempre.

Há exatamente 2 semanas atrás,trouxemos para casa o companheiro de Scully dos Arquivos X,o Mulder!!!


Ele é fofíssimo e se trata de um cãozinho de pequeno porte. O que é uma novidade para nós.
Estamos na aventura de educa-lo,ensina-lo onde pode ir,no fio que não pode morder,onde fazer pipi..está sendo bem gostoso ter um bebê cachorrinho em casa novamente. Nosso Lancelote se foi com quase 13 anos e sempre foi cachorro de quintal,criado de outra forma completamente diferente.
Vou deixar aquí com vcs as fotos do nosso novo filhote:

Mulder Romeo Love


Ps:Ele é um bichon Maltais e fará 4 meses dia 10 de outubro.
Levei para 1ªdose de vacinas e consulta veterinária,saiu de lá com parabéns pois foi muito bonzinho!!



Boa semana para todos!

9 comentários:

  1. Muito fofa! Espero que não dê trabalho. Diferentemente de você eu criado com uma grande ausência de animais. Tinha na infância apenas uma dezenas de rolinhas (um passaro parecido com pombo; mas limpo) papai num dia de fúria as matou, pisando-as. Tinha um cachorro branco com o nome de Triqueiro; mas papai não permitiu eu criá-lo e deu au malvado homem. Eu era caçador quando criança, portanto cachorro era tudo; mas nunca pude ter. Vindo para São Paulo, encontrei minha mãe biológica, que tinha dois. Contudo, pobre da minha mãe, louca os tratavam como filho e ao filho como animal. Isto, me fez distanciar dos animais. Este ano, comeceu a me perguntar e descorbri que desde sempre quis ter um cachorro. Tomei a decisão, quando estiver no Canada, me permitirei ter aquilo que nunca pude ter: Um labrador. E em homenagem ao primeiro cão que poderia ser meu amigo vou dar-lhe o nome de "trigueiro".

    ResponderExcluir
  2. Olá Fabio! Que história hein? Mas em beve será diferente,vc vai poder realizar seu sonho e afastar essas lembranças de uma vez por todas. Tenho certeza de que começará um novo ciclo pra vc aqui,repleto de realizações e muito feliz!! Ficarei na espera pra conhecer seu labrador hein? Mas se prepara pra bagunca que eles fazem,rsrs..
    Ah! Não é fofa,é fofo!! Um menininho!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Ele é muitooo fofo. Parabens!!!

    Eu nao tinha lido da Honey, sinto muito. :o( Ha uns 2 anos perdi uma gatinha de cancer no mediastino e foi fulminante tb.

    Bjs!


    Manuela

    ResponderExcluir
  4. Oi Patinha,

    Que fofo!
    Eu também perdi minha querida Kraif (uma linda vira~latas filha de boxer rsrsr, cor de caramelo e que foi a companheira do meu filho desde que ele nasceu, infelizmente ela adoeceu e se foi com 11 anos... hoje mesmo vi uma foto dela e senti muita saudade1 é interessante como alguns animais tem um lugar especial em nossas vidas, né!
    Um grande abraço e curta muito esta fofura!
    Beijinho
    Luciana

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo novo integrante da família, Eu tb penso como vc., adoro animais e tenho os meus dois schnauzers q amo profundamente, este é um fator complicado para nós que estamos neste processo de imigração. Curtam muito este bebezinho lindo que só sabe amar vcs.
    Abçsss,
    sagacanadense@blogger.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Manu,obrigada pelo carinho,
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Oi Luciana,Realmente tem uns que marcam mais sim,mas creio que sempre é mais traumático perde-los quando jovens já que a vidinha deles já é tão mais curta.
    Mas vamos seguindo e dando nosso amor a eles como podemos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. hahahahahaha Eu sabiaaaaaaaa que vcs não iam demorar muito a ter um novo cãozinho... Quem sempre teve cachorros (assim como eu) não consegue viver sem a paixão peluda (como costumo chamar) por muito tempo... É bom demais!!!!

    ResponderExcluir
  9. Verdade Paula,estávamos aguardando o melhor momento somente,agora estamos com nosso mundo animal completo outra vez,a vida continua!! Bj!

    ResponderExcluir

A melhor resposta à calúnia é o silêncio. (Ben Jonson)