Cariocas no Canadá

Translate

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Rumo ao nordeste...Seven Islands



Quando viemos do Brasil pra cá,não havíamos feito viagem de prospecção ao Québec por simplesmente 2 motivos;1º pq queria sair do Brasil de forma legal e o Canadá oferecia essa possibilidade.
2º pq não tínhamos grana pra usar dessa forma e ainda vir depois de vez.Era um ou outro!

Agora estamos indo morar por um ano em outra cidade que fica bem afastada de Montreal e mesmo assim não fizemos a dita viagem de prospecção.
Pq? pq fica longe demais,caro e a gente havia conversado muuuito sobre esse assunto e decidido que independente de gostarmos ou não de lá,iríamos aceitar essa proposta de trabalho pelo o que ela representa profissionalmente e financeiramente para nós nesse momento.
Bom, de qq forma precisávamos ter um lugar para morar lá e separamos esse feriado para isso.
Quando Marcelo falou com o chefe que íamos lá,imediatamente ele se prontificou a ajudar de alguma forma a reduzir as despesas da viagem. Para isso ele aproveitou para separar um material,comprar umas peças que custam cerca de $200, a menos aquí do que lá e alugou um carro grande para transportamos isso.
Diante disso, recebemos o combustível,poupamos nosso carrinho dessa viagem de 912 km.
Provavelmente teremos reembolso das noites que dormimos em hotéis e da alimentação. O que já ajuda bastante.

Escolhemos sair daquí no sábado e voltar na quarta feira para que tivéssemos pelo menos um dia útil na busca de moradia e para a reunião com o diretor da escola onde nossa filha vai estudar.
Como tudo aquí ainda é novo pra gente se tratando de norte e nordeste da província,usamos o GPS direto e ele nos guiou pelo caminho que seria mais rápido com o uso de balsa.
O que não contávamos era que as balsas demorassem tanto a voltar a funcionar após a parada de inverno.Elas voltarão em maio ...
Com isso subimos todo o litoral em direção a Matane onde sairia a tal balsa,chegamos lá a noitinha e soubemos que não teríamos travessia.
Resolvemos dormir lá e seguir viagem de manhã bem cedo de volta até Québec para subir pelo outro lado até nosso destino.
Com isso nossa viagem de ida foi de 12 horas para 18!!
Bom, não vou dizer que ficamos felizes pq estávamos ansiosos para conhecer a cidade onde ficaremos por um ano escondidos,porém também não vou negar o lado positivo pois ficamos extasiados com tanta beleza natural que pudemos vislumbrar pela costa da Gaspesie.
Paisagens lindíssimas,deslumbrantes mesmo!!

Pelo caminho de Québec para 7 Ilhas,demos uma parada em Baie Comeau para entregar o material que levávamos e seguimos.
Chegamos no domingo a noite,então com um dia de atraso.Fomos direto para o hotel que havíamos reservado,estávamos muito cansados mas isso não nos impediu de perceber que a cidade não era como pensávamos.(eu principalmente havia imaginado um pequeno lugarejo,com casinhas próximas umas das outras,muitas árvores,comércios pequenos e acessíveis pelos bairros).

Essa cidade e imagino que outras do mesmo porte,não tem imagens disponíveis das ruas no Google e isso atrapalha um bocado,viu?!

Fomos dormir e na manhã seguinte tomamos café para seguirmos com nossa missão de achar um lugar para alugar.
Tarefa quase chamada de ''missão impossível'' essa!!
Não tem praticamente nada disponível para locação. A cidade é bem pequena de habitantes mas é larga tendo tudo longe de tudo.
Existe uma avenida larga que corta a cidade,seria a continuidade da estrada de chegada e saída de lá.
Nessa avenida ficam os comércios da cidade e de um lado tem casas,todas de madeira,de aparência indo de simples à média e ao lado delas o mar,com um pequeno cais e o porto.
Do outro lado da tal avenida temos os pequenos prédios chamados de condôs.Posso dizer sem medo que uns 80% deles são bem feios com direito a roupas penduradas nas varandas pintando desse modo um verdadeiro quadro de ''visnao do inferno''para mim.
Os outros 20% não são bonitos,mas têm uma aparência tolerável(principalmente depois de ver os outros).
As imobiliárias só trabalham com vendas. Os aluguéis são raríssimos e sempre direto com os consierges de cada prédio,as vezes o consierge(porteiro) é responsável por outros prédios.
Os anúncios são pouquíssimos e mesmo que quiséssemos e pudéssemos pagar $1.500, ou $3.000, num imóvel não teria.
Descobrimos 5 apartamentos e nenhuma casa,mesmo longe da escola onde ela vai estudar.
Desses 5 somente 2 caberia nossa família,era um de 2 quartos e outro de 3.
O de 3 só poderíamos ver após as 14hs de ontem,quarta feira e precisávamos pegar estrada no mais tardar até as 12:30 como fizemos.
Então sobrou o tal 4 1/2 (2 quartos) que fica num semi subsolo,num prédio que parece um container,com um cheiro terrível de cigarro dentro,um quarto pintado de verde escuro com janelas mínimas excetuando a da sala que é uma boa porta de correr.
Já que não poderíamos escolher,tratamos de pegar!!
Pagaremos $750, por mês com aquecimento+água quente e luz inclusos.
Vimos que um ap de 3 quartos bom, num prédio melhorzinho custaria cerca de $1.000, ou mais se tivesse disponível. Aluguéis caríssimos por conta da demanda grande causada pelas indústrias de alumínio/ferro em volta da cidade.

Assinamos o bail(contrato de locação)as 11hs da manhã de ontem,quase na hora de pegarmos estrada de volta.

Frente do prédio que alugamos nosso ap.(pelo menos tem lei proibindo roupas em varais nas varandas e janelas).

Foi super tenso todo o tempo em que estivemos lá por conta das dificuldades que encontramos com locação,transporte urbano(não existe ônibus na cidade)e, me desculpem a franqueza a cidade em sí é muito feiosa!!
Passou de tudo pela cabeça,até pedir demissão!!

A região é linda,paisagens maravilhosas,mas esqueceram de plantar árvores e fazer jardins
nessa cidade infelizmente.
Acredito que pra ver esquilos lá só se eu levar daquí na mala junto com os gatos!!
Gatos.. outro problema que encontramos mais forte do que aquí foi a dificuldade em aceitarem animais nos imóveis.
Esse que alugamos aceita até pq a consierge tem um cãozinho super simpático já com 13 anos e super em forma.
O que mais tem na cidade é loja de carros..mas isso vc percebe pq logo que entra pq pra ir a uma loja a pé,vc tem que atravessar um estacionamento enorme,num local bem descampado que deve ser um ''verdadeiro êxtase'' durante os dias de frio .
Eu simplesmente detesto esse tipo de vida,de carro pra tudo como se fosse uma múmia paralítica! Gosto de ir e vir livre,com minhas próprias perninhas,sentir o corpo funcionar como Deus me deu.
Esse ap que alugamos não fica muito distante da avenida onde se encontram os mercados e farmácias então poderei me virar bem desde que bem protegida do vento e frio por conta de não haver prédios ou casas próximos um dos outros cortando o fluxo do vento como aquí onde moramos hoje.
A temperatura média da cidade é em torno de 5º mais baixa do que a de Montreal.

O que nos salvará realmente será o lado profissional pois é um belo de um projeto.
Nós visitamos o local da obra e será muito interessante para Marcelo participar disso.
Outro ponto será o financeiro.
Hoje nós pagamos cerca de $1.400, por mês de aluguel com aquecimento,luz,água quente..
Teremos uma economia de $650,00.
Teremos também a despesa de combustível que hoje não temos de Sept-Îles até Sheldrake(local onde será a obra). São 111 km,o que dá cerca de uma hora e 32 minutos para ir e outra uma hora e 32 para voltar.
Terão alguns dias em que ele vai precisar dormir no vilarejo perto de Sheldrake por conta de cansaço ou tempo ruim,principalmente no inverno e isso nos trará um custo adicional de um local.Vimos os preços por lá e uma diária fica em torno de $80,00. Um chalé de madeira custa cerca de $ 1.000, por mês.
Como vimos,nada barato!!!

Teremos que cuidar bem do dinheiro pq a cidade é cara mesmo.

Estamos com os pés firmes no chão para tirar todo o proveito possível dessa aventura que topamos enfrentar juntos.
Sabemos que será dureza por vários pontos mas escolhemos pegar e quando pegamos saímos vencedores. Será assim dessa vez também, mesmo com os obstáculos que teremos pelo caminho.

Pretendo manter o blog atualizado nessa nova fase de nossas vidas e de nossa imigração,talvez possa demorar para falar no assunto novamente pq ainda estamos na fase de ''engolir o sapo'',acostumarmos com a nossa nova realidade e rotina que serão radicalmente mudadas.

Agradeço demais aos nossos amigos e alguns leitores que tem nos dado muita força,digo que eles tem ajudado bastante a diminuir o medo,a insegurança do que está por vir pq nos sentimos queridos e isso pesa muito!!

Deixarei aquí umas fotos da viagem,mas como são muitas,melhor visualizarem pelo Picasa.(estarei postando o mais rápido que puder,mas tenham paciência pois o fim de semana está chegando e é hora de VIVER junto aos amigos que ainda estamos próximos).


Paisagem constante na estrada



Bom fim de semana para todos!! :D

11 comentários:

  1. Amigos (posso chamá-los assim?), parabéns pelo emprego!
    Torcerei muito por vcs, sobretudo com relação a adaptação nessa nova cidade. Ficarei de olho nas novidades de vc, pq é uma cidade diferente e fiquei curiosa sobre ela.
    Muita paciência e força!!
    Abração!

    ResponderExcluir
  2. Olá Apoema,pode chamar sim!!
    Mas em que ficou interessada nessa cidade?
    Cidade diferente como?
    Se quiser me escreve por email,ok?

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Patinha,
    Pelo que você fala a cidade ainda está sofrendo um boom industrial, isso fará com que ela tenha que se adptar às mudanças que acontecerão inevitavelmente. Talvez devido a pressa que vocês tinham, não puderam aproveitar algumas outras ofertas de locação que existiam, quem sabe? De qualquer forma no momento que vocês começarem a rotina nessa nova cidade, tomem conhecimento de outros lugares pra morar e, com as amizades, dicas úteis.

    Torço de todo coração para que essa nova etapa seja de muita vitória para sua família, ok?

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá Jhon! Obrigada pela visita!Tudo jóia com vc?
    Olha a gente não precisa de mais que um dia pra ver e conhecer essa cidade e os imóveis disponíveis eram apenas 2,um foi o que alugamos e o outro não aceitava animais. Então,tudo resolvido!! hehe..para alugar outro lugar teríamos que passar o contrato e fazer nova mudança,preferimos esperar a nossa volta para morar direito novamente.
    Obrigada por sua preocupação e carinho,sei que acompanha nosso blog faz tempo e fico feliz por isso!
    Bom fim de semana!!

    ResponderExcluir
  5. O Pati, coragem menina, já te falei, um ano passa num piscar de olhos!! Não vou mentir pra vcs, fácil, fácil não vai ser, mas tudo nessa vida tem um por que, vc sabe. Tenho certeza de que será um sacrificiozinho mínimo comparado as conquistas que virão à partir disso!!!
    Estamos na torcida sempre, se precisar é só gritar!! bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi querida,vc disse tudo! fico mais aliviada em saber que outras pessoas entendem o que eu quis dizer e compreendem a situação real.
    Tem quem pense que só pq estamos aquí devemos achar tudo perfeito,hehe.. deixa viver pra saber onde aperta o sapato.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. cidade minuscula eu entendo.
    Oi, tudo bem ? nos cruzamos no boliche, fomos apresentadas pela Leide.
    eu morei 1 ano numa cidade menor do que 7iles (a sua nova cidade tem mais de 25 mil habitantes, Témis nao tem nem 3mil!)

    se precisar de dicas de **como-viver-numa-cidade-pequena-no-interior-do-Quebec** é so gritar.
    Bom ano, as cidades pequenas quebecas sao muito diferentes das cidades pequenas brasileiras, voce sentira isso.
    sucesso

    ResponderExcluir
  8. Amiga, apesar de todas as dificuldades encontradas e previstas, vcs tem sido vitoriosos em outras tantas, serão nessa e naquelas que ainda poderão vir...1 ano passará rápido e ao final vcs colherão muitas bençãos em forma de crescimento pessoal, profissional e sem dúvida espiritual também!!!! Um grande beijo e força sempre. Amo vcs!!!!

    ResponderExcluir
  9. Acho linda essa união da família de vcs, sempre lutando juntos para o melhor para todos. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  10. Muita gente faz essa viagem de prospecção, mas é preciso levar em conta que uma coisa é você visitar a cidade, outra é viver nela; então não sei até que ponto essa viagem é válida nesse sentido.
    Nós também viemos com a cara e a coragem, pois grana pra viagem de prospecção não tinha.
    Parabéns pelo emprego e tenham muito sucesso na nova empreitada.
    Piaçava (caonadablog.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  11. Olá! espero que viver na cidade seja melhro do que a primeira impressão, e que este projeto seja uma etapa importante para a vida de voces no Canada.

    ResponderExcluir

A melhor resposta à calúnia é o silêncio. (Ben Jonson)